domingo, 26 de junho de 2016

Mesmo com importação, feijão deve continuar caro até novembro

O governo anunciou redução a zero da alíquota de importação de feijão, de qualquer país, por prazo de 90 dias. A medida foi criada com o intuito de estimular as importações do grão, numa tentativa de baixar os preços do produto. Porém, o feijão carioca, que responde por mais de 70% do consumo nacional, é um produto genuinamente brasileiro e não é encontrado em outros mercados. Com isso, a importação de feijão preto e de outros tipos não deve solucionar a crise de abastecimento. A medida pode apenas baratear o feijão preto e forçar uma mudança de hábito, fazendo com que muitos optem pelo grão preto, em vez do feijão carioca. Tradicionalmente, o Brasil importa entre 100 e 150 mil toneladas de feijão preto por ano, sendo a Argentina o principal fornecedor do produto. Como os países do Mercosul integram um mercado comum, o feijão argentino já é importado sem taxas. Além disso, segundo Sandra, a importação de feijão é irrelevante diante da produção brasileira, de 2,9 milhões de toneladas na safra 2015/2016. Mesmo assim, já houve um incremento nas importações. De janeiro a maio de 2016, foram importadas 69,3 mil toneladas de feijão (todos os tipos de feijão, secos e em grãos), contra 44,6 mil toneladas no mesmo período de 2015, de acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Primeiro caso de transmissão de chikungunya na gravidez é confirmado na Paraíba

Um feto foi infectado com chikungunya durante a gestação. O caso foi confirmado na Paraíba. Os pesquisadores dizem desconhecer qualquer precedente similar no país. O bebê de 12 dias apresentou fortes convulsões e está internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na cidade de Campina Grande. O caso foi comunicado pelo Hospital Municipal da Criança e foi confirmado pela equipe da obstetra Adriana Melo, médica também responsável pela identificação do vírus zika no líquido amniótico de dois fetos com microcefalia em 2015. O exame foi realizado por pesquisadores do Instituto Paraibano de Pesquisa Professor Joaquim Amorim Neto (Ipesq), da Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas (Facisa) e da (Universidade Federal do Rio de Janeiro (UF-RJ). Outros dois casos na cidade estão em investigação pelo grupo de pesquisa liderado por Adriana. A médica diz que já há relatos da transmissão da doença no mundo, mas não no Brasil. O resultado alerta para medidas de proteção contra o aedes aegypti, que transmite a doença, a gestantes.

Martino 'esquece' vingança e diz que pode usar Di María na Argentina em final

A sombra da final da Copa América de 2015 não incomoda a Argentina às vésperas da decisão da edição Centenário do torneio, marcada para este domingo, às 21 horas (de Brasília), no MetLife Stadium, em East Rutherford, nos Estados Unidos. Foi o que garantiu neste sábado o técnico Gerardo Martino.Naquela oportunidade, após 120 minutos sem gols, o Chile assegurou o seu primeiro título da Copa América na disputa dos pênaltis, em Santiago. Já a Argentina deixou o campo sob o gosto amargo de ter perdido a segunda decisão consecutiva em dois anos - perdeu a decisão da Copa do Mundo de 2014, no Brasil, para a Alemanha na prorrogação, no Maracanã."A final passada já passou e está é uma nova, e o resultado final, se é positivo para nós, não muda nada", afirmou Martino, neste sábado, na entrevista coletiva prévia à decisão com o Chile, descartando o clima de revanche.Para o treinador, já é um feito para Argentina e Chile voltarem a se garantir em uma decisão da Copa América um ano depois. "Tentar repeti-lo não é fácil, tê-lo conseguido um grande feito. O que tentávamos era voltar a chegar a este lugar", acrescentou.Embora tenha sobrado nas partidas anteriores, a Argentina chega para a final atormentada por várias lesões. Martino disse que Di María está disponível, ainda que seja improvável a sua escalação como titular, e seu substituto até agora, Ezequiel Lavezzi, fraturou o cotovelo nas semifinais e está fora da decisão.Outro jogador que poderia atuar na posição, Nicolas Gaitán também se recupera de lesão, embora não tenha sido descartado pela comissão técnica. Sem muitas opções, Martino deverá escalar Erik Lamela.O volante Augusto Fernández, vital para a marcação ao lado de Javier Mascherano, é a outra baixa por lesão. O seu posto vai ser ocupado por Lucas Biglia na partida deste domingo contra o Chile.

Cunha pede que STF quebre seu próprio sigilo telefônico e o de Lobão

A defesa do presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a quebra do sigilo telefônico do próprio peemedebista e também do senador Edison Lobão (PMDB-MA). De acordo com informações do jornal O Globo, Cunha também solicitou uma perícia em todos os arquivos de vídeo e áudio que compõem a delação premiada dos lobistas Júlio Camargo e Fernando Soares, o Fernando Baiano. O pedido de quebra de sigilo tem como objetivo desmentir o trecho do depoimento de Camargo sobre uma suposta reunião com Lobão, então ministro de Minas e Energia, em 2011. Na ocasião, Camargo disse ter ficado surpreso com um requerimento da então deputada Solange Almeida (PMDB-RJ), solicitando informações de alguns contratos da Petrobras. Segundo o delator, Lobão respondeu que isso seria "coisa de Eduardo", e teria ligado imediatamente para Cunha perguntando se ele tinha enlouquecido. O deputado afastado é acusado de ter recebido propina de US$ 5 milhões em contratos de sondas da Petrobras em uma ação penal da Operação Lava Jato.

Sócio e ex-presidente da OAS relatará propina em obra de Aécio Neves, diz jornal

O empreiteiro Léo Pinheiro, sócio e ex-presidente da OAS, dirá que pagou suborno a auxiliares do então governador de Minas Gerais, e atual senador, Aécio Neves (PSDB) durante a construção da Cidade Administrativa. De acordo com informações do jornal Folha de São Paulo, o centro administrativo inaugurado em 2010 foi orçada em R$ 949 milhões, mas acabou custando R$ 2,1 bilhões. Segundo o empreiteiro, a OAS pagou 3% sobre o valor da obra, o que representaria pouco mais de R$ 3 milhões, a Oswaldo Borges da Costa Filho, um dos principais auxiliares do atual senador. Ainda de acordo com a publicação, Filho é apontado por tucanos e opositores como o tesoureiro informal das campanhas de Aécio entre 2002 e 2014. A OAS construiu um dos três prédios do complexo, e recebeu R$ 102,1 milhões pelo trabalho. No consórcio, a Odebrecht era a líder, com 60% do valor do contrato. A OAS respondia por 25,71% e a Queiroz Galvão, por 14,25%. O depoimento de Pinheiro sobre obra faz parte do acordo de delação premiada que está sendo negociado com a força-tarefa da Operação Lava Jato de Curitiba e Brasília, e ainda não foi assinado. Em nota emitida a Folha, Aécio nega ter recebido recursos ilícito e a existência de irregularidades na obra.

Lâmpadas incandescentes não poderão ser vendidas no Brasil a partir da próxima quinta

A partir da próxima quinta-feira (30), as lâmpadas incandescentes não poderão mais ser vendidas no Brasil. De acordo com a Agência Brasil, fabricantes, atacadistas e varejistas serão fiscalizados a partir da data. Os estabelecimentos, importadores e fabricantes serão fiscalizados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), e poderão ser multados caso não sigam a nova legislação. Para o diretor técnico da Associação Brasileira da Indústria de Iluminação (Abilux ), Isac Roizenblatt, vale a pena aproveitar a proibição para investir em lâmpadas mais modernas, como as fluorescentes ou as de LED. “O que custa pesado para os consumidores não é o preço da lâmpada de fato, é o preço da energia ao longo do tempo. Então, esse investimento retorna rapidamente”, explica. Enquanto uma lâmpada incandescente de 60 watts custava em média R$ 2,90, uma equivalente de LED custa em torno de R$ 8,90. Segundo ele, a melhor opção é usar as lâmpadas LED, que são mais eficientes e não contêm metais pesados.

sábado, 25 de junho de 2016

Engenheiros, médico e técnicos varrem ruas na capital

O Congo está imerso em uma violenta guerra civil há 20 anos, com saldo de mais de seis milhões de mortos. Uma recente reviravolta política provocou uma onda de imigração rumo ao Brasil. Foi assim que o engenheiro agrônomo Reagan Mukimalio, 24, desembarcou no país. Ele está aqui há nove meses e há quatro trabalha para a Inova. Em seu país, Mukimalio trabalhava para a FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação), no comando de uma equipe que produzia adubo a partir de compostagem. Em São Paulo, o engenheiro passou a pegar no pesado, no programa de compostagem da Inova na Lapa (zona oeste), produzindo adubo a partir dos restos das 26 feiras do bairro. "No meu país sou perseguido político. Prefiro ser trabalhador braçal vivo aqui do que um intelectual morto na África", diz Mukimalio. Ele diz que está mais feliz aqui. "Amo o Brasil, terra abençoada, aqui há paz. Aqui o Estado funciona, há garantias para o cidadão que não existem em meu país. Quero trazer minha família", contou o engenheiro. Ele tem mulher e um filho de 10 meses em Kinshasa, capital do Congo. "Preciso juntar 6.000 dólares para isso", falou Mukimalio, que ganha R$ 1.059 por mês. A Inova, empresa responsável pela limpeza urbana da região noroeste da cidade, abriu em maio de 2015 um programa para possibilitar a integração e recolocação de imigrantes e refugiados. Segundo a empresa, o projeto é uma parceria com o CATe (Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo) e do CRAI (Centro de Referência e Acolhida para Imigrantes). Ela garante apoio jurídico, informações sobre regularização migratória, documentação, cursos de qualificação, atendimento gratuito com profissionais de psicologia e acesso aos serviços públicos municipais.

PF prende Paulo Bernardo em operação que apura contratos de R$ 100 mi do Planejamento

O ex-ministro do Planejamento, Paulo Bernardo (à esq.), e a mulher, a senadora Gleisi Hoffmann. Foto:Dida Sampaio/Estadão. O ex-ministro Paulo Bernardo (Planejamento e Comunicações no governo Lula), marido da senador Gleisi Hoffmann (PT-PR), foi preso pela Polícia Federal nesta quinta-feira, 23, em Brasília, na Operação Custo Brasil, o primeiro desdobramento da Operação Lava Jato em São Paulo. A ação decorre de fatiamento de uma investigação que estava no Supremo Tribunal Federal. O ex-ministro Carlos Gabas foi alvo de condução coercitiva. A PF está ainda na casa do jornalista Leonardo Attuch. A ação é conjunta da PF com o Ministério Público Federal e a Receita Federal do Brasil e apura o pagamento de propina, proveniente de contratos de prestação de serviços de informática, na ordem de R$ 100 milhões, entre os anos de 2010 e 2015, a pessoas ligadas a funcionários públicos e agentes públicos ligados ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão – MPOG. Leia mais no Estadão.

Dólar comercial registra alta após saida do Reino Unido da União Europeia

Influenciado pela decisão do Reino Unido de sair da União Europeia, O dólar comercial fechou esta sexta-feira (24) em alta de 1,05%, cotado a R$ 3,38 na venda. De acordo com o portal Uol Economia, , a moeda norte-americana termina a semana com baixa de 1,19% apesar da subida de hoje. Com a saída do país do bloco, investidores tenderiam a assumir menos riscos, evitando aplicar recursos em mercados emergentes, como o Brasil. Com o aumento da preferência por investimentos mais seguros, o dólar pode registrar alta nos próximos tempos. O Banco Central Brasileiro emitiu nota afirmando que está monitorando os mercados financeiros após o referendo britânico e que, caso necessário, "adotará as medidas adequadas para manter o funcionamento normal dos mercados financeiro e cambial". A moeda norte-americana chegou a subir 3,15% e atingir R$ 3,45 no início da manhã, mas perdeu força gradualmente após o comunicado do Banco Central.

Brasil perde 72.615 vagas formais de emprego em maio

O Brasil perdeu 72.615 vagas formais de emprego em maio deste ano, informou nesta sexta-feira (24), o Ministério do Trabalho. O resultado do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) é fruto de 1.209.991 contratações e 1.282.606 demissões no período. O saldo divulgado ficou dentro das estimativas de analistas do mercado financeiro consultados pelo AE Projeções, que esperavam volume de empregos fechados em maio entre 40 mil e 120 mil. Com isso, a mediana ficou negativa em 88 mil postos. O número de postos fechados em maio deste ano foi menos intenso do que em igual mês do ano passado, quando foram extintas 115.599 vagas. Porém, superou o fechamento de 62.844 vagas formais de emprego em abril de 2016. No acumulado deste ano até maio, o saldo de postos fechados é de 448.101 pela série com ajuste, ou seja, incluindo informações passadas pelas empresas fora do prazo. No acumulado dos últimos 12 meses, o País encerrou maio sem 1.781.906 vagas, também com ajuste.

Três envolvidos em desvios de fundos de pensão são presos em operação da PF

A Operação Recomeço, deflagrada nesta sexta-feira (24) pela Polícia Federal (PF) em parceria com o Ministério Público Federal, prendeu três pessoas suspeitas de envolvimento em desvios de recursos dos fundos de pensão Petros (da Petrobras) e Postalis (dos Correios). Os desvios podem chegar a R$ 90 milhões. De acordo com a investigação, o esquema foi montado pela Galileo Educacional, que arrecadou cerca de R$ 100 milhões por meio da compra de debêntures (títulos mobiliários), com o objetivo de recuperar a Universidade Gama Filho, no Rio. Quando o Grupo Galileo quebrou, cerca de R$ 90 milhões foram desviados. Os presos até o momento foram, segundo a Agência Brasil, Adilson Florêncio da Costa, ex-diretor financeiro do Postalis, Roberto Roland Rodrigues da Silva Jr., que auxiliou na estruturação da operação do grupo Galileo, e Paulo César Prado Ferreira da Gama, um dos donos da Gama Filho. Ainda há mandados de prisão em aberto para os então sócios do Grupo Galileo Márcio André Mendes Costa, Ricardo Andrade Magro e Carlos Alberto Peregrino da Silva e para um dos donos da Gama Filho, Luiz Alfredo da Gama Botafogo Muniz. Caso não sejam encontrados, podem ser considerados foragidos. As investigações começaram em 2013, motivadas pela situação dos alunos da Universidade Gama Filho, que foi descredenciada pelo Ministério da Educação no início de 2014, após a crise financeira que se agravou na instituição em 2013. Os crimes investigados são de gestão fraudulenta, desvio de recurso de instituição financeira, associação criminosa e negociação de títulos sem garantia suficiente. Ao todo, 46 pessoas podem estar envolvidas e foi decretado o bloqueio de bens no total de R$ 1,35 bilhão.

Segundo simulado do Enem está disponível para estudantes a partir deste sábado

Estudantes de todo o país podem realizar gratuitamente, a partir deste sábado (25) o segundo simulado oficial do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), na plataforma Hora do Enem. As provas podem ser acessadas até as 20h do dia 3 de julho. Os alunos da rede pública que não tiverem acesso à internet poderão fazer o simulado em sua própria escola, entre os dias 27 de junho e 1º de julho. Além da possibilidade de conferir a nota imediatamente após o término da prova, o estudante também poderá checar se conseguiu atingir a nota de corte do curso ou universidade desejada. Segundo a Agência Brasil, mais de 710 mil estudantes de todo o país fizeram o primeiro simulado nacional do Hora do Enem, realizado entre os dias 30 de abril e 1º de maio, e repetido entre os dias 7 e 8 de maio. Cerca de 85% dos alunos que fizeram a prova estudam na rede pública de ensino. Pelo menos mais dois simulados serão feitos até a data do Enem, previstos para os dias 13 de agosto e 8 e 9 de outubro. O último exame será no mesmo formato do Enem e terá dois dias de duração. Não haverá simulado da redação.

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Em concurso público, daltônico pode concorrer a vaga de deficiente, decide TJ-DF

A 5ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJ-DF) decidiu, com unanimidade que, em concurso público, candidato daltônico pode concorrer pelas vagas destinadas a pessoas com deficiência. O entendimento vai contra decisão administrativa da Polícia Civil, que havia desqualificado um homem daltônico que passou nas provas porque ele se inscreveu nas vagas de deficiente. O candidato, após ser aprovado nas provas objetivas e discursivas, foi convocado a se submeter a perícia médica, que conclui que "a alteração de acuidade apresentada não enquadra o candidato como deficiente físico". O candidato contestou o laudo, tendo em vista que a disfunção que apresenta, discromatopsia, é diversa da do laudo entregue.Ele afirmou que o teste de Ishiahara juntado aos autos comprova o padrão de cores alterado e, portanto, a doença. Em primeira instância, o magistrado não acolheu o pedido do candidato por entender que "em verdade, a doença que acometeu o impetrante, ou seja, a 'discromatopsia', mais conhecida como 'daltonismo', acarreta uma disfunção na definição de algumas cores, tão-somente. Tal situação não confere ao impetrante dificuldade de integração social, a ponto de ser beneficiado por políticas públicas destinadas à integração de pessoas portadores de deficiência". Em recurso ao TJ-DF, o relator afirmou que "de fato, o acometimento de discromatopsia incompleta não é considerado caso de deficiência visual.

Atacante Rafael Sóbis é anunciado como reforço do Cruzeiro

Rafael Sóbis é o novo reforço do Cruzeiro para a sequência do Campeonato Brasileiro. O atacante, ídolo das torcidas do Internacional e do Fluminense, despediu-se do Tigres, do México, na tarde desta quinta-feira, e, minutos depois, foi confirmado pelo clube mineiro, em breve postagem nas redes sociais.O atacante, de 31 anos, está no Tigres desde o começo de 2015 - há um ano e meio, portanto. Titular durante todo esse período, participou de 52 partidas no Campeonato Mexicano e anotou 18 gols. Venceu o Apertura no segundo semestre de 2015 e foi vice da Liga dos Campeões da Concacaf neste ano.O Cruzeiro ainda não confirma a negociação, que envolveria uma quantia considerável de dinheiro - especula-se que Sóbis vá custar R$ 17 milhões. A saída dele do Tigres é certa, tanto que o clube mexicano publicou vídeo em que Sóbis se despede. O atacante também já deu tchau aos companheiros.Sóbis foi revelado pelo Internacional e ajudou o clube na conquista da Copa Libertadores de 2006 e também do Mundial naquele ano. Após passagem pelo Bétis, da Espanha, e pelo Al Jazira, dos Emirados Árabes Unidos, foi recontratado em 2010 para participar da campanha de mais um título da Libertadores. Também estava em campo no vexame do Inter no Mundial de 2010.No banco do Inter em 2011, foi comprado pelo Fluminense, onde virou ídolo. Em 2012, ganhou o Brasileirão e o Carioca. Quando saiu, ao fim de 2014, já não era mais titular absoluto.No Cruzeiro, chega para vestir a camisa e jogar. Pelas pontas, o elenco tem Riascos e Douglas Coutinho, que ainda não convenceram. Na noite de quarta, a diretoria anunciou a contratação do atacante argentino Ramón Ábila, que estava no Huracán e joga como referência na área.Só este ano, a diretoria já reforçou o ataque com Joanderson, Douglas Coutinho e Rafael Silva, além de Riascos, que voltou de empréstimo ao Vasco. Remanescente do bicampeonato brasileiro (2013 e 2014), Willian tem jogado como titular.

STF define que tráfico de drogas praticado por réu primário não é crime hediondo

Após a mudança de entendimento de três ministros, o Supremo Tribunal Federal (STF) definiu nesta quinta-feira, 23, que tráfico de drogas praticado por réu primário, sem antecedentes criminais, não é crime hediondo. Edson Fachin, que havia pedido vista para analisar o assunto, foi o primeiro a mudar seu voto. No julgamento anterior, realizado no início do mês, ele havia defendido que a prática era de máxima gravidade. Também voltaram atrás e mudaram de entendimento os ministros Teori Zavascki e Rosa Weber. Mantiveram o voto e ficaram vencidos os ministros Luiz Fux, Dias Toffoli e Marco Aurélio Mello. O julgamento sobre o tema começou em junho de 2015. A ação tratava de um caso com repercussão geral, ou seja, com validade para outras ações semelhantes, em que duas pessoas sem antecedentes foram presas em Mato Grosso do Sul transportando 55 embalagens com 772 quilos de maconha. A lei brasileira considera o tráfico de drogas um crime hediondo, ou seja, sem direito a pagamento de fiança e com progressão de pena mais lenta que o tempo estabelecido para os crimes comuns. A Lei de Drogas, no entanto, abrandou as normas para o que chama de tráfico privilegiado, definindo que réu primário, de bons antecedentes e que não se dedique a atividades criminosas nem integre organização criminosa, tenha pena reduzida.

Batida entre dois carros na BR-101 causa morte de grávida

Uma gestante morreu e seis outras pessoas ficaram feridas nesta quinta-feira (23) após um acidente entre dois carros de passeio, na BR-101. A colisão que vitimou a enfermeira Ângela Barros, grávida de sete meses, aconteceu após uma ultrapassagem proibida, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). A PRF informou que, quando um dos veículos fez uma ultrapassagem irregular, o outro tentou desviar para o acostamento. No entanto, o primeiro carro tentou o mesmo, o que causou a batida. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) socorreu as vítimas para hospitais da região. A enfermeira morreu horas após o acidente.

Prato mais salgado: Assim como o feijão, preço do arroz deve registrar alta

O prato tradicionalmente encontrado na mesa dos brasileiros está cada vez mais caro. E o feijão não é o único responsável. O arroz tem registrado elevação nos preços devido à produção menor, custos maiores nas importações e margem maior de comercialização imposta pelo varejo. De acordo com Vlamir Brandalizze, especialista em arroz e feijão, as margens de varejo para o pacote de arroz de arroz passaram de R$ 1 a R$ 2 por pacote de cinco quilos para R$ 3 a R$ 3,5. Já o feijão, que custava de R$ 1 a R$ 2 por quilo, subiu para R$ 3 a R$ 5, segundo a Folha de S. Paulo. O aumento está relacionado à tentativa, por parte das lojas de varejo, de buscar um equilíbrio de contas devido à queda de vendas em outros setores, afirmou o analista. A elevação do preço de arroz tem motivos similares à alta do feijão: área e produção serão menores. Neste ano, o Brasil destinou 14% menos hectares do que em 2014/15 para produção do grão, que recuou para 10,7 milhões de toneladas, ante 12,4 milhões do ano anterior. A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) prevê consumo nacional em 11,5 milhões de toneladas

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Acidente com vítimas fatais em Ubaitaba

Equipe da Polícia Rodoviária Federal - PRF, foi notificada sobre colisão frontal, envolvendo um Uno e uma Parati próximo a Ubaitaba, na BR-101, KM-442. Morreram na colisão, João José de Souza, de 60 anos, Antônio Souza Amaral, irmão do ex-prefeito de Jequié, Luiz Amaral, Edailton Santos, de 52 anos, e uma vítima de prenome “Toti”. Três vítimas eram de Ubaitaba, no caso, “Toti”, Edeilton e João José, dois morrendo em um carro Fiat Uno, duas pessoas morrendo em um veículo Parati. Os feridos, sendo um homem e uma mulher (Eurides dos Santos), foram encaminhados em estado grave para o Hospital de Base em Itabuna. Os dois idosos que viajavam em um veículo, modelo Fiat Uno de placa OZV–6599 licença de Salvador, sentido Ubaitaba/Salvador, manobravam, quando foram atingidos por um veiculo, modelo Parati JKS–1808, licença de Ipiaú, ocupado por quatro pessoas, que viajavam sentido Salvador-Ubaitaba.

Ensaio clínico reduz envelhecimento celular com uso de hormônio masculino

Um estudo desenvolvido por pesquisadores brasileiros e norte-americanos descobriu que hormônios sexuais masculinos podem ser usados para estimular a produção da enzima telomerase, substância naturalmente encontrada no corpo humano e associada ao conceito de “elixir da juventude” celular. Testada em pacientes com doenças genéticas associadas a mutações no gene codificador da telomerase, como anemia aplástica e fibrose pulmonar, a estratégia se mostrou capaz de combater os prejuízos ao organismo causados pela deficiência da enzima. "Um dos processos associados ao envelhecimento é o encurtamento dos telômeros, estruturas existentes nas pontas dos cromossomos que servem para proteger o DNA, assim como o plástico na ponta dos cadarços. Toda vez que a célula se divide, os telômeros diminuem de tamanho, até um momento em que a célula não consegue mais se proliferar e morre ou entra em senescência. Mas a enzima telomerase é capaz de manter o comprimento dos telômeros intacto mesmo após a divisão celular", explicou Rodrigo Calado, professor da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP-USP) e membro do Centro de Terapia Celular (CTC), à Agência Fapesp. Na fase embrionária, em que todos os tecidos estão em formação, a telomerase está expressa em praticamente todas as células. Após esse período, apenas aquelas em constante divisão continuam sintetizando a enzima, como é o caso das células-tronco hematopoiéticas, que dão origem a diversos componentes do sangue.

Ex-ministro Carlos Gabas e administrador do Brasil 247 são alvo de condução coercitiva

Outro ex-ministro foi alvo de mandado da Operação Custo Brasil, deflagrada na manhã desta quinta-feira (23) pela Polícia Federal: Carlos Gabas, ex-titular da Secretaria da Aviação Civil no governo Dilma foi conduzido coercitivamente. Gabas também já foi ministro da Previdência Social e secretário especial da Previdência, depois que o ministério foi absorvido pelo Ministério do Trabalho na gestão de Dilma Rousseff. Também foi alvo de condução coercitiva o jornalista Leonardo Attuch, que administra o site Brasil 247. Ao todo, são cumpridos 65 mandados, sendo 14 de condução coercitiva, 40 de busca e apreensão e 11 de prisão preventiva – que incluiu o ex-ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, marido da senadora Gleisi Hoffmann (PT-SP). A operação investiga um esquema de fraude de licitação e pagamento de propina envolvendo a contratação de uma empresa de informática para gestão de crédito consignado destinado a servidores públicos. A PF estima que R$ 100 milhões foram desviados entre 2010 e 2015.

Para Maradona, título na Copa América é obrigação: ‘Se não ganharmos, que nem voltem’

Um ano depois de ser derrotada na final da Copa América 2015, a seleção argentina tem mais uma chance de quebrar o seu jejum de títulos. Repetindo a decisão contra os chilenos, a seleção bicampeã do mundo tem na Copa América Centenário outra oportunidade de quebrar um tabu indigesto para a albiceleste. E segundo o ex-atleta Diego Armando Maradona, está é uma obrigação para a atual geração de Messi e companhia.“Domingo ganharemos, com certeza. E se não ganharmos, que eles não voltem”, afirmou o ídolo argentino em entrevista ao canal C5N, que comemorava os 30 anos dos gols históricos do craque na Copa de 1986.Sem vencer um título oficial desde 1993, quando conquistou Copa América, a Argentina amarga três vice-campeonatos continentais desde então. Contra o Chile, a seleção de Tata Martino tentará o seu 15º título no torneio.

Valério quer corroborar com delação de Delcídio na Operação Lava Jato

A defesa de Marcos Valério Souza disse que o lobista afirmou, no depoimento que prestou nesta terça-feira (21) em Belo Horizonte, que se comprometeu a corroborar trechos da delação feita pelo senador cassado Delcídio Amaral (sem partido-MS) à Operação Lava Jato. Segundo o advogado de Valério, Jean Robert Kobayashi Júnior, o material será compartilhado com o Ministério Público Federal (MPF) por envolver políticos com foro privilegiado. "O nosso acordo é que vamos chamar já um representante do MPF. Vai compartilhar, vai ser ouvido junto. Aquilo que for de competência da Justiça Federal o MPF vai tomar para ele. O que não for, vai ficar com o MP estadual", disse o advogado. Segundo fontes que participam das negociações, Valério teria prometido entregar documentos sobre o mensalão mineiro, gênese do mensalão federal, que envolve nomes importantes do PSDB como o ex-governador de Minas Gerais (1995-1999) e ex-presidente nacional da legenda Eduardo Azeredo, condenado a 20 anos e dez anos de prisão pelos crimes de lavagem de dinheiro e peculato. Valério está preso desde 2013, condenado por envolvimento no mensalão federal. Delcídio, que foi relator da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito da Petrobrás, em 2014, disse em delação à Procuradoria-Geral da República, que o senador Aécio Neves (PSDB-MG), teria atuado dentro da comissão para beneficiar o Banco Rural, pivô tanto do mensalão mineiro quanto do mensalão federal. Segundo Delcídio, quando a comissão determinou a quebra de sigilo do Banco Rural, utilizado para a lavagem de dinheiro do esquema, "curiosamente" começou a surgir "um certo incômodo por parte do PSDB".

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Bancos já são obrigados a fazer troca imediata de nota falsa sacada em caixa

Os bancos já estão obrigados a substituir de imediato notas falsas sacadas em seus caixas eletrônicos. A decisão, tomada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) no fim de maio, foi regulamentada pelo Banco Central nesta semana. Até então, não havia uma regra fixa e, em alguns casos, a troca chegava a demorar até 180 dias. Ao anunciar a medida do CMN no fim de maio, Marcelo Cota, do Banco Central, explicou que a decisão dos bancos de trocar as notas dependia da relação das instituições financeiras com seus clientes. "Não tivemos nesse ano nenhum registro de um cliente que sacou uma nota falsa em um ATM [caixa eletrônico]", disse ele, na ocasião. De acordo com o Banco Central, a medida aprovada pelo Conselho Monetário Nacional visa a proteção do cliente bancário e a agilidade no recebimento dos valores. Em sua página na internet, o Banco Central divulgou uma lista de perguntas e repostas sobre o assunto para tirar as dúvidas dos clientes. A autoridade monetária explica que, caso o cidadão tenha sacado uma moeda ou cédula suspeita no caixa ou em um terminal de autoatendimento, ele deve procurar qualquer agência do banco do qual é correntista e apresentar a cédula ou moeda.

Síndromes ligadas ao Zika: Microcefalia não é única preocupação do Brasil

Identificar bebês que não nasceram com microcefalia, mas com problemas relacionados ao Zika é o desafio para o Brasil dar assistência a todas as crianças afetadas, segundo o diretor do Departamento de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde, Eduardo Hage Carmo. Informações da pasta mostram que, de 13% a 19% das crianças examinadas apresentam resultado de falso negativo, ou seja, não apresentam perímetro da cabeça menor que padrão, característica da microcefalia, porém desenvolvem outras consequências atribuídas à Síndrome Congênita Associada à Infecção Pelo Vírus Zika. Carmo destacou, segundo a Agência Brasil, que uma das necessidades é a atualização do sistema de notificação de bebês que podem ter sido afetados pelo vírus, para que crianças tidas inicialmente como saudáveis por não apresentarem microcefalia não fiquem sem assistência caso, no futuro, apresentem outros problemas que a comunidade científica aponta serem relacionados ao Zika, como deficiência auditiva ou visual, além de crises convulsivas. "A grande questão, que está sendo discutida não só no Brasil, mas com a própria Organização Pan-Americana da Saúde, é como caracterizar esses quadros que venham a ser classificados como uma Síndrome Neurológica Associada à Infecção por Zika, disse o diretor. Para ele, o desafio é organizar um sistema de informações que amplie os registros para além da microcefalia e tenha precisão.

Mercado brasileiro não é atrativo por causa da corrupção, diz presidente de aérea

A companhia aérea irlandesa Ryanair vai começar a operar na Argentina no ano que vem e com exceção do Brasil, a empresa de baixo custo, famosa pelas promoções mais agressivas do setor na Europa, como passagens oferecidas a um euro (R$ 3,80), estuda iniciar operações em todos os mercados da região da América Latina. De acordo com a Folha de São Paulo, o presidente da aérea, Declan Ryan, afirmou que o Brasil não é atrativo para investimentos por causa do excessivo quadro de corrupção. "Iniciamos negociações em todos os países da região menos no Brasil, já que há muita corrupção", disse Ryan em entrevista ao "La Nación". A chegada da companhia à Argentina deverá ocorrer através de aquisição e a operação seria sob a marca Viva, que já está presente em países como México e Colômbia. Ryan se reuniu com o ministro de Transportes da Argentina, Guillermo Dietrich e após o encontro, classificou que a maior dificuldade para a empresa no país são as taxas aeroportuárias, além de afirmar que a Argentina tem um grande potencial, pois entre 5% e 7% da população já viajou de avião. "Quando começamos na Colômbia, apenas 5% dos habitantes já tinham subido em um avião, hoje, depois de quatro anos, a parcela aumentou para 10%", acrescentou.