segunda-feira, 26 de junho de 2017

Avião com 500 kg de cocaína é interceptado em operação da FAB com a PF

Um avião bimotor com cerca de 500 quilos de cocaína foi interceptado por um avião A-29 Super Tucano da Força Aérea Brasileira (FAB), no interior de Goiás, neste domingo (25). A ação integra a Operação Ostium, que tem o objetivo de coibir ilícitos transfronteiriços. Além da FAB, a Polícia Federal e outros órgãos de segurança pública participaram da força-tarefa. Segundo informações divulgadas pela Aeronáutica, o avião decolou da Fazenda Itamarati Norte, no município de Campo Novo do Parecis, no Mato Grosso, com destino a Santo Antonio Leverger, também no Estado. O piloto da FAB comandou a mudança de rota e o pouso obrigatório no aeródromo de Aragarças, em Goiás. Em um primeiro momento, o bimotor seguiu as instruções da defesa aérea, mas ao invés de pousar no aeródromo indicado, ele arremeteu. Em seguida, o piloto da FAB voltou a ordenar a mudança de rota e solicitou pouso, mas o avião interceptado não respondeu, sendo assim classificado como hostil. Para forçar o piloto da aeronave a cumprir as determinações da Defesa Aérea, o A-29 da FAB disparou um tiro de aviso e coordenou pouso obrigatório pela terceira vez. O bimotor insistiu em não responder a ordem e pousou na zona rural do município de Jussara, no interior de Goiás. Lá, um helicóptero da Polícia Militar foi acionado e fez buscas no local. De acordo com a Agência Brasil, o avião será removido para o quartel da Polícia Militar de Goiás, em Jussara. Já a droga será encaminhada para a Polícia Federal de Goiânia.

Moro condena Palocci a mais de 12 anos de reclusão por corrupção e lavagem de dinheiro

Preso desde setembro de 2016, o ex-ministro Antonio Palocci foi condenado a 12 anos e dois meses de reclusão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A condenação, feita pelo juiz Sérgio Moro em primeira instância, foi dada nesta segunda-feira (26). Palocci vai pagar pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, investigados na Operação Omertà, 35ª fase da Lava Jato. O processo apurava se ele recebeu propina para favorecer a Odebrecht entre os anos de 2006 e 2013. Nas alegações finais, a defesa de Palocci apontou inconsistências nas delações de executivos da Odebrecht, responsabilizou Guido Mantega, seu sucessor no Ministério da Fazenda, pela autorização de pagamentos ilegais do grupo na conta do marqueteiro João Santana, na Suíça, e pediu a absolvição do ex-ministro. Por outro lado, o MPF reforçou o pedido de condenação. Na mesma ação penal também foram condenados Marcelo Odebrecht a 12 anos e dois meses de reclusão; o casal de marqueteiros do PT João Santana e Mônica Moura a sete anos e seis meses; o ex-tesoureiro João Vaccari Neto, o ex-diretor da Petrobras Renato Duque e o ex-gerente da Petrobras Eduardo Costa Vaz Musa a quatro anos e seis meses de reclusão cada. O ex-assessor de Palocci, Branislav Kontic, foi absolvido por falta de provas.

Casal é preso após furtar 29 celulares em ‘forró’ particular

Um casal foi preso na madrugada desta segunda-feira (26) acusado de roubar 29 celulares em uma festa particular de Senhor do Bonfim, na região do Piemonte Norte do Itapicuru, centro norte baiano. Os acusados foram localizados quando já estavam em um ônibus interestadual que seguia para Juazeiro, no Vale do São Francisco. Segundo a Delegacia Territorial, uma jovem, que teve o celular roubado no Forró do Sfrega, local onde ocorreram os furtos, foi à delegacia e registrou queixa. Após localizar o aparelho pelo GPS [Sistema de Posicionamento Global, em tradução livre], os agentes saíram em diligência e conseguiram interceptar a dupla no ônibus da empresa São Luiz. O flagrante ocorreu por volta de 1h30, próximo a um posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF-BA) na BR-407. Conforme outras informações, os jovens - a mulher de 20 anos e o homem, de 26 – fazem parte de uma quadrilha especializada em roubo de celulares. Os dois seguem presos na carceragem de Senhor do Bonfim à disposição da Justiça.

domingo, 25 de junho de 2017

Hamilton supera marca de Senna e garante a pole do GP do Azerbaijão

O inglês Lewis Hamilton conseguiu nos últimos instantes de treino, já com o cronômetro zerado, garantir a primeira colocação no classificatório para o GP do Azerbaijão de Fórmula 1 e alcançar uma marca histórica na carreira. Além de bater o recorde da pista em Baku, ele chegou a 66ª pole na carreira, superando a marca de Ayrton Senna, que tem 65. Agora, o piloto da Mercedes está a duas poles de igualar o recorde histórico do alemão Michael Schumacher, que tem 68. O tempo que lhe garantiu o feito foi de 1min40s593. Quem deixou a pista decepcionado foi seu companheiro de Mercedes, Valtteri Bottas, que liderou quase todo o Q3. O finlandês encontrou uma boa volta logo no início e tinha tudo para ficar na primeira colocação, já que a 3min33 do final houve uma bandeira vermelha devido ao incidente do australiano Daniel Ricciardo, que errou na saída da curva 6 e bateu de traseira no muro. Com os carros de volta aos boxes, a expectativa é que não daria tempo de os pneus atingirem à temperatura ideal na pista para fazer uma nova boa volta. Mas Hamilton surpreendeu a todos e mostrou que não éà toa tricampeão do mundo. As Ferraris aparecem na segunda fila, com Kimi Raikkonen e Sebastian Vettel. Max Verstappen, da Red Bull, foi o quinto mais rápido, à frente do mexicano Sergio Pèrez, da Force India. O sétimo lugar no grid ficou com o francês Esteban Ocon.

Messi oferece pagamento de R$ 1,9 milhão para evitar pena de prisão de 21 meses

O craque argentino Lionel Messi se ofereceu a pagar uma multa adicional de 500 mil euros (aproximadamente R$ 1,9 milhão) para garantir que ele vai evitar o cumprimento da pena de prisão de 21 meses por fraude fiscal, que assim deverá ser suspensa por um juiz, revelou nesta sexta-feira (23) o Ministério Público espanhol. A promotora Isabel López Riera disse à agência de notícias The Associated Press que o acordo de pagamento de multa por hora foi apresentado pelos advogados de Messi ao juiz que vai definir se suspende a sentença de Messi, como é amplamente esperado. E a promotora disse que não se opõe ao acordo. Lopez Riera explicou que os advogados de Messi fizeram uma oferta similar para o pai do jogador do Barcelona, Jorge Horacio Messi. Eles sugeriram o pagamento de 360 mil euros (R$ 1,34 milhão) para evitar a sentença de 15 meses por ajudar seu filho a burlar impostos. Na Espanha, sentenças de prisão inferiores a 24 meses para infratores pela primeira vez podem ser suspensas por um juiz. O advogado do governo que representa o Departamento de Impostos da Espanha no caso também poderá avaliar o acordo proposto. No ano passado, um tribunal de Barcelona apontou Messi e seu pai como culpados pelo não pagamento de 4,1 milhões de euros (R$ 15,3 milhões) em impostos entre 2007 e 2009. Os valores eram relacionados a contratos de imagem do jogador argentino. Messi foi multado em 2 milhões de euros (R$ 7,5 milhões) e seu pai em 1,5 milhão de euros (R$ 5,6 milhões). Ambos foram originalmente condenados a 21 meses , mas a sentença de seu pai foi posteriormente reduzida a 15 meses. Em casos semelhantes, o astro Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, e o técnico José Mourinho, com passagem pelo clube espanhol, também foram acusados nas últimas semanas de sonegarem impostos no país. Ambos negam terem cometido qualquer irregularidade.

Polícia prende acusados de assaltos a agências bancárias

A Polícia Militar prendeu em Barra do Jacuípe nesta quinta-feira (22) integrantes de uma quadrilha especializada em assalto a agências bancárias na Bahia. A prisão aconteceu em flagrante, após uma denúncia de que um grupo estaria movimentando drogas em uma residência no condomínio Bosque das Árvores. As guarnições da 59ª Companhia Independente de Polícia Militar alegam que foram recebidas a tiros no local, antes de conter a ação do grupo. Os acusados foram conduzidos para Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco). Com eles, a polícia encontrou um fuzil e um rifle.

Janot pede mais 60 dias para investigações contra Aécio com base na Odebrecht

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu a prorrogação por 60 dias do prazo para a conclusão das investigações no âmbito de dois inquéritos instaurados contra o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) com base na delação da Odebrecht. Um dos casos diz respeito à acusação de que o então senador Aécio Neves recebeu em 2014 valores indevidos pelo grupo Odebrecht para a sua campanha eleitoral. De acordo com delatores, os pagamentos teriam sido feitos de forma dissimulada por meio de contratos fictícios firmados com a empresa PVR Propaganda e Marketing Ltda. "O prazo inicial concedido de 30 dias para conclusão da investigação mostrou-se insuficiente para apuração adequada dos fatos, razão pela qual a autoridade policial requereu a sua prorrogação. O pedido da autoridade policial merece acolhida, haja vista existirem diversas medidas investigatórias ainda pendentes", escreveu o procurador-geral da República. No outro inquérito, Aécio é investigado por ter solicitado, segundo delatores, o pagamento de vantagens indevidas para a campanha eleitoral de Antônio Anastasia (PSDB-MG) ao governo de Minas Gerais em 2010. Delatores revelaram que, a pedido de Aécio, pagaram R$ 5,4 milhões em "vantagens indevidas" para a campanha de Anastasia. Aécio nega as acusações. Em ambos os casos, o procurador-geral não vislumbrou conexão nos fatos narrados pelos delatores da Odebrecht com a Operação Lava Jato e solicitou a redistribuição dos inquéritos, que atualmente estão sob a relatoria do ministro Edson Fachin. Janot ressaltou, no entanto, que os dois inquéritos em questão devem ficar com o mesmo relator.

Deslizamento de terra deixa pelo menos 140 pessoas soterradas na China

Um deslizamento de terra no sudoeste da China deixou mais de 140 de pessoas soterradas e provocou o desabamento de dezenas de casas neste sábado (24). Informações da agência estatal Xinhua apontam que o desastre aconteceu na província de Sichuan por volta de 6h, no horário local, depois que a parte alta de uma montanha caiu sobre uma aldeia. O presidente Xi Jinping ordenou que todos os esforços fossem dedicados ao resgate dos desaparecidos. O governo de Sichuan informou que uma equipe de resgate com mais de 300 pessoas e retroescavadeiras foi deslocada para o local do deslizamento.

Colisão entre ônibus e carro deixa seis mortos na BR-122

Seis pessoas morreram em uma batida frontal entre um ônibus e um carro de passeio na noite desta sexta-feira (23), na BR-122, região sudeste da Bahia. De acordo com informações da polícia, todas as vítimas estavam no carro. Segundo o G1, ninguém no ônibus se feriu. O coletivo seguia com o motorista e alguns passageiros, que foram colocados em outro veículo para seguir viagem. A polícia informou que a colisão ocorreu por volta das 23h, no trecho da rodovia que liga os municípios de Pindaí e Urandi. Ainda não sabe quais as causas do acidente. Não há detalhes sobre identificação das vítimas, mas sabe-se que, entre elas, estão mãe e filho. A idade da criança não foi divulgada. Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Guanambi.

Casal é preso carregando pistolas e munição em banco traseiro de carro na BR-116

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu na manhã de sábado (24) um homem e uma mulher durante abordagem na BR-116 (km-830), no trecho de Vitória da Conquista, região sudoeste da Bahia. Segundo a polícia, o carro em que os dois estavam foi parado em uma fiscalização de rotina e, durante uma revista minuciosa, os agentes descobriram que a dupla levava três pistolas com carregadores e cerca de 900 munições para armas como pistolas e fuzis. O material estava escondido dentro do encosto do banco traseiro. Ainda de acordo com a polícia, o material seria entregue na cidade de Feira de Santana. Os presos foram levados para o Distrito Integrado de Segurança Pública e devem responder por porte ilegal e tráfico de armas. Os dois serão encaminhados ao Conjunto Penal de Vitória da Conquista.

Janot deve protocolar denúncia contra Temer no STF nesta segunda

A denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra o presidente Michel Temer pelo crime de corrupção passiva deve ser apresentada ao Supremo Tribunal Federal nesta segunda-feira (26). De acordo com o G1, apesar de o prazo para oferecimento da denúncia terminar na terça (27), é possível que a peça seja protocolada na segunda. O presidente já é alvo de inquérito no STF, junto ao ex-assessor e ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), por obstrução de Justiça, corrupção passiva e organização criminosa. A acusação preparada por Janot deve se basear nestas investigações. Para a Polícia Federal, há indícios, “com vigor” de que Temer praticou corrupção passiva

sábado, 24 de junho de 2017

Vendedora de jóias morre em colisão com caminhão na BR-101

Na manhã de quinta-feira (22), vendedora de jóias Janaína Canal Prayer, de 32 anos , morreu em acidente em uma curva, no km-780 da BR-101, na cidade de Itabela-BA. A pista estava molhada e o veículo que ela dirigia acabou invadindo a pista contrária e bateu em um caminhão-baú. O carro foi atingido pela lateral e ficou destruído com o acidente. A vítima morreu no local. O condutor do caminhão não foi encontrado pela polícia no local da colisão. De acordo com a polícia, a vendedora saiu da cidade de Eunápolis com destino ao município de Linhares (ES). Já o caminhão iria de São Paulo até a cidade de Jussari, no sul da Bahia. A vendedora tinha ido a Eunápolis atender clientes. Ela era casada e deixa uma filha de oito anos. O corpo será enterrado em Linhares nesta sexta-feira (23). G1

Pelo menos 10 pessoas morrem em atentado suicida no Iraque; mais de 13 estão feridas

Ao menos 10 pessoas foram mortas, dentre elas mulheres e crianças, em um ataque praticado por no mínimo 12 suicidas no povoado Al Baghdadi, no oeste da província iraquiana de Al Anbar. O atentado, que ocorreu na madrugada desta sexta-feira (23), deixou mais de 13 pessoas feridas. Segundo informações da Agência EFE, elas foram levadas pelas forças iraquianas a uma base militar chamada Ain al Assad, que fica próxima a Al Baghdadi. Entre os feridos estão um tenente coronel e um soldado. De acordo com a publicação, alguns dos suicidas se explodiram em duas casas enquanto os demais foram abatidos pelas forças de segurança iraquianas. Após o atentado, as unidades policiais do Iraque determinaram um toque de recolher no local a fim de evitar novos ataques. Até então, nenhum grupo assumiu a autoria do ataque.

Após negar pedido de emergência, juíza deixará homem sem energia elétrica até setembro

Uma decisão proferida pela juíza Carolina Almeida da Cunha Guedes nesta quarta-feira (21) causou polêmica na comunidade jurídica baiana. Após ter a luz cortada, um homem entrou com um pedido liminar para concessão de tutela de urgência pedindo que o fornecimento da luz fosse retornado até que a causa fosse julgada em definitivo, tendo em vista que a audiência foi prevista apenas para setembro. Mesmo com o autor da liminar tendo que ficar por três meses sem luz em sua residência, a juíza afirmou que "não se vislumbram presentes os requisitos para concessão da tutela de urgência", indeferindo o pedido. De acordo com o advogado Marcel Munhoz Garibaldi, a casa estava alugada para um inquilino que deixou a casa com contas, em seu nome, da Coelba atrasadas. "O autor da ação, por estar desempregado, resolveu dispor da casa para uso próprio e foi até a Coelba pedir a ligação de energia em um novo contrato, em seu próprio nome", explicou. A Coelba teria, então, negado o pedido do autor da ação, afirmando que ele deveria assumir a dívida para pedir a religação. "Ocorre que isso é ilegal. As contas de consumo como água, luz, telefone têm natureza de obrigação pessoal, atrelada a quem consome, e não ao imóvel", defendeu o advogado. Garibaldi criticou a forma com que a decisão foi realizada. "A juíza negou o pedido de forma arbitrária, sem observar a observação legal de fundamentar suas decisões", explicou. O advogado apresentou um pedido de reconsideração da decisão nesta sexta (23).

Incêndio que deixou 79 mortos em Londres teria iniciado em geladeira, diz polícia

Um incêndio que atingiu um prédio residencial em Londres e deixou 79 mortos começou no freezer de uma geladeira da marca Hotpoint WHR.N, disse a polícia da capital britânica, nesta sexta (23). A superintendente da polícia londrina, Fiona McCormack, afirmou que o modelo que deu origem ao incêndio não teria passado por um recall e que a fabricante está realizando testes adicionais. Aliado a isso, os azulejos do prédio também não passaram por testes de segurança realizados após o incêndio. A polícia está considerando o ato como homicídio culposo. De acordo com informações do site Daily Mail, britânicos que possuem o modelo da geladeira que causou o incêndio estão procurando a empresa. Especialistas realizarão testes no produto após o ocorrido, a mando do governo.

Janot pede mais 60 dias para investigações contra Aécio com base na Odebrecht

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu a prorrogação por 60 dias do prazo para a conclusão das investigações no âmbito de dois inquéritos instaurados contra o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) com base na delação da Odebrecht. Um dos casos diz respeito à acusação de que o então senador Aécio Neves recebeu em 2014 valores indevidos pelo grupo Odebrecht para a sua campanha eleitoral. De acordo com delatores, os pagamentos teriam sido feitos de forma dissimulada por meio de contratos fictícios firmados com a empresa PVR Propaganda e Marketing Ltda. "O prazo inicial concedido de 30 dias para conclusão da investigação mostrou-se insuficiente para apuração adequada dos fatos, razão pela qual a autoridade policial requereu a sua prorrogação. O pedido da autoridade policial merece acolhida, haja vista existirem diversas medidas investigatórias ainda pendentes", escreveu o procurador-geral da República. No outro inquérito, Aécio é investigado por ter solicitado, segundo delatores, o pagamento de vantagens indevidas para a campanha eleitoral de Antônio Anastasia (PSDB-MG) ao governo de Minas Gerais em 2010. Delatores revelaram que, a pedido de Aécio, pagaram R$ 5,4 milhões em "vantagens indevidas" para a campanha de Anastasia. Aécio nega as acusações. Em ambos os casos, o procurador-geral não vislumbrou conexão nos fatos narrados pelos delatores da Odebrecht com a Operação Lava Jato e solicitou a redistribuição dos inquéritos, que atualmente estão sob a relatoria do ministro Edson Fachin. Janot ressaltou, no entanto, que os dois inquéritos em questão devem ficar com o mesmo relator.

STF pede à PF varredura em gabinetes de ministros para verificar presença de grampos

O Supremo Tribunal Federal (STF) encaminhou pedido à Polícia Federal para que seja realizada uma varredura nos gabinetes de todos os ministros da Corte. A solicitação foi feita pela presidente do STF, Cármen Lúcia, ao diretor-geral da PF, Leandro Daiello. As varreduras ocorrer regularmente no STF, mas esta seria a primeira após a divulgação de supostos grampos no gabinete do ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato. No último dia 10, uma reportagem da revista Veja apontou que o Palácio do Planalto acionou a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) para "bisbilhotar a vida de Fachin". A Abin teria encontrado indícios de que Fachin voou em um jatinho do frigorífico JBS. O objetivo da apuração seria fragilizar a atuação do ministro como relator da Lava Jato. O governo federal nega a denúncia. Na época, Cármen Lúcia divulgou nota dizendo que a possível "devassa" contra Fachin era "própria de ditaduras".

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Prévia da inflação oficial fica em 0,16% e é a menor para junho desde 2006

A prévia da inflação oficial, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15), atingiu 0,16% na primeira quinzena de junho. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), foi a menor taxa para o mês desde 2006. No ano, o indicador acumulado 1,62%. Já nos últimos 12 meses, a taxa chega a 3,52% - a menor para junho desde 2007, quando o acumulado em 12 meses ficou em 3,44%. Segundo o IBGE, os grupos de alimentação e bebidas e transportes, responsáveis por quase metade das despesas dos brasileiros, foram os principais fatores que influenciaram o resultado de junho. Alimentação e bebidas tiveram queda de 0,47% enquanto transportes caiu 0,10%. O impacto mais intenso foi do grupo de alimentos (-0,12 ponto percentual), que tem participação de 26% nas despesas

PF deflagra ação contra comércio de anabolizantes em seis estados

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta sexta-feira (23), uma operação para desarticular três organizações criminosas responsáveis pelo comércio irregular de anabolizantes e outros medicamentos para emagrecimento. São cumpridos 30 mandados de prisão e 75 de busca e apreensão nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo. A participação de policiais civis, militares e federais é investigada. As investigações começaram em julho de 2016 após informações sobre o comércio irregular das substâncias em academias, lojas de suplementos alimentares na cidade gaúcha de Rio Grande, no Sul do estado, onde foram cumpridas ordens judiciais em lojas e casas localizadas nos bairros do Centro, Vila Maria e Buchowls.

Ações contra planos de saúde dobram em um ano

O número de ações judiciais contra planos de saúde no país dobrou entre 2014 e 2015, segundo dados do relatório Justiça em Números, do Conselho Nacional de Justiça. Saltou de 209.427 ações em andamento para 427.267 processos - alta de 104%. Entre as principais demandas estão negativas de coberturas, reajustes anuais e por faixa etária, além de pedidos para fornecimento de remédios. Segundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), atualmente há 47,6 milhões de usuários de planos. Dados do Observatório da Judicialização da Saúde Suplementar, do Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), divulgados em abril, mostram que a tendência segue neste ano: só nos três primeiros meses, 4.775 ações judiciais contra operadoras de planos foram julgadas em

FGTS poderá ser usado para pagar seguro-desemprego

Uma parte do FGTS dos trabalhadores demitidos sem justa causa poderá ser retida para substituir os primeiros meses do seguro-desemprego. A medida está sendo discutida pelo governo. O Ministério do Planejamento prevê o parcelamento do saque da conta vinculada ao Fundo e da multa de 40% em três meses. Segundo explica O Globo, os valores mensais seriam equivalentes ao último salário auferido pelo funcionário na empresa. Com a proposta, o trabalhador terá meses para procurar outra colocação e, se não encontrar, poderá dar entrada no pedido de seguro-desemprego. Caso o trabalhador consiga um novo emprego no segundo mês após a demissão, poderá antecipar o saque, recebendo a diferença em uma única parcela. A publicação esclarece que hoje em dia os trabalhadores demitidos sem justa causa têm direito ao saque imediato e integral da conta do FGTS e da multa dos 40% (paga pelos empregadores e que incide sobre o saldo total).

Bolsa avança com recuperação do petróleo e alta no setor elétrico

A Bolsa brasileira fechou em alta nesta quinta-feira (22), apoiada pelos preços do petróleo e pela cautela com a política. O dólar teve mais um dia de pouca oscilação. O Ibovespa, principal índice acionário do país, ganhou 0,84%, a 61.272 pontos. A alta foi sustentada pela valorização das ações da Petrobras, Vale. A recuperação dos papéis de Estácio e Kroton também ajudou no desempenho do mercado financeiro.As ações preferenciais da Petrobras (mais negociadas) avançaram 3,44%, a R$ 12,04. Os ordinários (com direito a voto) subiram 2,11%, para R$ 13,05. O barril do brent voltou a ser negociado acima dos US$ 45 nesta quinta, após três pregões consecutivos de forte queda. O WTI (referência para o produto americano) subiu a US$ 42,72 o barril. As ações preferenciais da Vale subiram 1,60%, a R$ 25,30. Os papéis ordinários ganharam 2,07%, a R$ 27,02. Kroton e Estácio se valorizaram após dois dias de forte perdas. Nesta quinta, tomou posse o novo presidente do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), Alexandre Barreto de Souza, que deve definir o destino da fusão das duas companhias.

Comandante do Exército critica uso de militares na segurança pública: 'Sociedade doente'

O comandante do Exército, general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, criticou nesta quinta-feira (22) o uso de militares em atividades de segurança pública. Ele classificou a opção como "desgastante, perigosa e inócua". Segundo informações do G1, ele foi convidado para uma audiência pública na Comissão de Relações Exteriores do Senado. De acordo com Vilas Bôas, o uso de tropas do Exército, da Marinha e da Aeronáutica por ordem do presidente da República "causou agora recentemente alguma celeuma". A medida está prevista na constituição e pode ser usada em graves situações de perturbação da ordem. "E um dia me dei conta, nossos soldados, atentos, preocupados, são vielas, armados, e passando crianças, senhoras, pensei, estamos aqui apontando arma para a população brasileira, nós estamos numa sociedade doente", declarou o general. Ainda segundo o G1, o Ministério da Defesa registra 29 ações de garantia da lei e da ordem entre 2010 e 2017, incluindo operações de segurança para a Copa das Confederações, a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos.

Janot ajuíza ações contra leis que permitem vaquejadas na Bahia, Amapá e Paraíba

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, tenta derrubar no Supremo Tribunal Federal (STF) as leis que autorizam a realização de vaquejadas na Bahia, no Amapá e na Paraíba. As petições foram apresentadas no início deste mês. No final de maio, Janot já havia apresentado um pedido similar contra a prática em Roraima. Em outubro do ano passado, o Supremo já havia declarado inconstitucional a lei do Ceará que permitia a prática esportiva, que consiste em um boi solto em uma pista e dois vaqueiros, montados em cavalos, tentando derrubar o animal pelo rabo. O STF entendeu que os animais eram impostos a sofrimentos, o que fere princípios constitucionais de preservação do meio ambiente e da proteção da fauna. No dia 6 de junho, o Congresso aprovou uma emenda constitucional que permite a realizada de vaquejadas em todo o país, estabelecendo que "não são cruéis as práticas desportivas que utilizem animais, desde que sejam manifestações culturais". As ações foram apresentadas antes da promulgação da emenda. Todas visam garantir o bem-estar animal e definem diretrizes de controle ambiental, higiênico e sanitário. Para Janot, a vaquejada, “inevitavelmente” submetem animais a tratamento violento e cruel, contrariando preceitos da Constituição que impõem ao Poder Público ações para preservar a fauna e assegurar o ambiente “ecologicamente equilibrado”. “Não é possível, a pretexto de realizar eventos culturais e esportivos, submeter espécies animais a práticas violentas e cruéis”, escreveu Janot nas ações. “Não obstante sua antiguidade e seu relevo em certas regiões do país, é incompatível com os preceitos constitucionais que obrigam a República a preservar a fauna, a assegurar ambiente equilibrado e, sobretudo, a evitar desnecessário tratamento cruel de animais”. O relator da ação contra a lei baiana é o ministro Luís Roberto Barroso, a de Roraima é relatada pela ministra Rosa Weber. Já as ações de Amapá e Paraíba é o relator Marco Aurélio Mello, o mesmo ministro que relatou o pedido para derrubar a lei do Ceará no ano passado. Na época, votaram contra a vaquejada 6 ministros e 5 a favor. O pedido liminar das ações do Amapá e da Paraíba já estão prontas para julgamento no plenário.

EUA suspendem importações de carne bovina brasileira in natura

O secretário de Agricultura dos EUA, Sonny Perdue, anunciou nesta quinta-feira (22) a suspensão de todas as importações de carne bovina in natura do Brasil, por causa de preocupações recorrentes em relação à segurança do produto destinado ao mercado norte-americano. A suspensão ficará em vigor até que o Ministério da Agricultura do Brasil adote medidas que o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) considere satisfatórias. Desde março, o Serviço de Segurança Alimentar e Inspeção (FSIS) do USDA inspecionou 100% da carne in natura vinda do Brasil, e rejeitou 11% desses produtos. O número é bem maior do que a taxa média de rejeição de 1% para a carne importada de outros países, disse o USDA. Desde o início das inspeções mais rigorosas, foram rejeitados 106 lotes de produtos de carne bovina do Brasil, devido a preocupações de saúde pública, condições sanitárias e questões de saúde animal. O USDA ressaltou que nenhum dos lotes rejeitados entrou no mercado norte-americano. O governo brasileiro já tinha anunciado na terça-feira a suspensão das exportações da proteína animal de cinco frigoríficos brasileiros para os EUA. A decisão anunciada hoje pelo USDA se sobrepõe à decisão do governo brasileiro. "Garantir a segurança da oferta de alimentos de nossa nação é uma de nossas missões cruciais, e nos a levamos muito a sério", disse Perdue em comunicado. "Embora o comércio internacional seja uma parte importante do que fazemos no USDA, e o Brasil seja um antigo parceiro, minha maior prioridade é proteger os consumidores americanos. É isso que fizemos ao proibir a importação de carne bovina in natura do Brasil."